quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Crítica aos universitários de Aracoiaba! (ônibus)


Antes de tudo, ao observar em volta todas as pessoas, olhar para todos os animais, é evidente a nossa distinção deles, nós pensamos, e isso é o que o italiano, multidisciplinar, Galileu Galilei analisou com mais profundidade, essa nossa suscetibilidade ao raciocínio. Ademais, parafraseando o filósofo prussiano Immanuel Kant, o homem é aquilo que a educação o transforma.
Nessa análise inicial, infelizmente, não é assim que uma grande minoria dos estudantes universitários de Aracoiaba pensa, esta prejudica aquela que quer realmente um futuro melhor, principalmente aqueles que gozam do direito ao transporte universitário previsto na lei municipal 1206/16, pois ainda não saíram da zona da imaturidade e vivem de atitudes irracionais, inconscientes e não estou falando de crianças e adolescentes, que são confusos devido à transição de personalidade e compreensão do mundo típica desta fase, estou falando daqueles que não mudaram a mentalidade de um ensino fundamental para um ensino superior e deveriam prezar pela polidez de um adulto.
A noção de educação se perde num processo de ascensão que ocorre no transporte, só posso determinar que não reconheça, entre eles, a compreensão do que se faz por eles mesmos naquele ambiente. Observo que não entendem o significado do transporte universitário , do grupo social e da educação e ética necessária para conviver naquele grupo.
Assim, sobre os atos ocorridos no transporte pelos universitários, que deveriam ser pessoas que buscam a educação, ética e progresso pra vida e para a sociedade, afinal, estão em um processo de profissionalização e quando formados lidarão com pessoas, daqui se expressa à seriedade da situação, pois estes alunos, que não são estudantes, serão os futuros profissionais do município ou de outras empresas com grande finalidade social e poderão tratar pessoas como qualquer outro animal irracional. Que espécie de proveito eles estão tirando deste momento tão relevante da vida deles agindo da forma abaixo relatada?
Sobre as condutas hipócritas podemos destacar as piores infantilidades, tais como desrespeito às regras e aos outros estudantes que vão com um propósito sério no ônibus, gritarias, algazarras, ausência de consciência ambiental, irracionalidades como soltar flatulências voluntárias (puns) para ficar rindo feitos idiotas (na acepção etimológica da palavra) e incomodando os outros, além de violências e palavras de baixo calão, por exemplo, sobre aquela, certa vez um dos usuários esmurrou outro por motivo banal, outra demonstração, quando o motorista se irritou porque um dos “universitários” estava sentado na janela ou quando riram quando foi informado no grupo que pessoas do ônibus foram roubadas!
Ainda sobre as hipocrisias, no grupo do ônibus no aplicativo WhatsApp não há, geralmente, um diálogo maduro, mas sim pessoas que gostam de atingir outras por motivos irrisórios, como por exemplo, se você quer ser alguém educado, que escreve correto vão reclamar disso, além das perseguições por você apresentar o bem para os usuários, porque quando sob a existência de um líder e duas comissões poucos reconheceram o valor disso e fizeram destituir-se, porque não havia o respeito aos participantes e às regras que foram estabelecidas.
Entre tantas outras ações mal educadas, infelizmente é preciso dessa crítica, para que os aracoiabenses em geral que acompanham o nosso blog vejam que nem todo mundo sabe reconhecer o direito que possuem, muito menos os deveres decorrentes deles, e mais triste ainda por se tratar de pessoas que já são adultas, que deveriam saber o valor do serviço e suas reflexões, do processo de educação contínua que vivem, haja vista que ser educado compreende grandes atitudes de respeito com fulcro na ética e nos valores interdisciplinares, principalmente por ter alunos do transporte que já estagiam e nós imaginamos como deve ser o tratamento ético que eles dão na prática.
Em suma, serão possíveis biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos e fisioterapeutas, advogados entre outros profissionais do nosso município que não farão jus ao título acadêmico e da responsabilidade que decorre dele, que ao invés de contribuir para o mercado brasileiro, serão mais uma massa corrupta que reclama de corruptos.
Portanto, nossa crítica tem caráter social de transformação do corpo acadêmico de Aracoiaba, que está, relativamente, pobre de espírito! Assim como disse Gabriel Xavier, aracoiabense, um dos poucos acadêmicos no sentido real da palavra, numa palestra sobre educação, geralmente se busca um status social apenas para redes sociais, que normalmente não está nenhum pouco vinculado à finalidade da educação. Esperamos que após esta a situação mude através da conscientização.
Mensagens:
Caros usuários deste grande direito conquistado por vocês! Façam valer esta realidade tão sonhada por outros municípios! Façam valer os pais de vocês, que muitos não puderam cursar um ensino superior por ausência desta facilidade! Sejam seres educados e representem bem este processo de educação o qual vocês mesmo passam! Não sejam hipócritas de solicitar uma ação a qual vocês não praticam! Contribuam com a imagem de vocês e do nosso município!


À Secretaria de Educação: Regulamentem internamente o transporte e deem amplo poderes a um líder e Comissão, que não haverá esse tipo de situação, pelo contrário, o retorno para o município será muito maior! Infelizmente o ser humano só aprende com punição.

3 comentários:

  1. Olá! Tudo bom? Sou Daylana Régia.
    Yago, eu li por cima seu texto e gostaria de pedir que possas citar outras áreas e não somente as da saúde, pois temos outras áreas no ônibus. Se já tiveres o feito, por favor desconsiderar.
    Igualmente, gostaria que deixasses claro que não são todos os universitários do ônibus de Aracoiaba que agem assim. Eu só uso algumas pouquíssimas vezes, mas tenho colegas assíduos que também são protagonistas da boa educação. Se já tiveres o feito, desconsidere meu pedido. Agradecida.


    Paz, Bem e Luz.
    Atenciosamente,
    Daylana Régia, biomédica em formação.

    ResponderExcluir
  2. Olá, cara Daylana! Agradecemos pela participação! Como já exposto acima no segundo parágrafo que "não é assim que uma GRANDE MINORIA dos estudantes universitários de Aracoiaba pensa, esta prejudica aquela que quer realmente um futuro melhor", é uma grande minoria que atrapalha, mas é uma espécie de bactéria social, haja vista que influencia outros. Sobre as profissões, consideramos sua colocação e adicionamos mais uma profissão e, ademais, "entre outras". Obrigado pela contribuição.
    Atenciosamente, Yago Nascimento.

    ResponderExcluir
  3. Olá Parceiro!!
    Compartilhando com os leitores e seguidores do BLOG DO PARCEIRO.
    Parabéns!!

    ResponderExcluir